Semente em boa terra

Exposição
Ano: 2001
Local: Igreja de Santiago, Coimbra, Portugal

A medieval igreja de Santiago, hoje existe, é um edifico da década de 1940, que resulta de uma reconstrução quase integral e bastante polémica da ruína antes existente, em busca do que se presumia ser a sua matriz românica original, que permitiu, entre outras coisas, a transladação de uma capela lateral manuelina do lado direito para o lado esquerdo, e a supressão de uma outra capela lateral situada no lugar da actual.

A nossa solução ironicamente glosa esta insuspeita amovibilidade do construído, propondo seis novos espaços/ capelas nas naves laterais, criando uma nova igreja de uma nave e três tramos com deambulatório.

As peças a expor pertencem, na sua maioria, a pequenas capelas da Dioceses de Coimbra e, com poucas excepções não possuem valor artístico significativo, antes relevam um testemunho iconográfico cristão.  As salas/capelas propostas têm a dimensão 3m x 3m e 6m de altura, procurando a escala dos espaços de origem das peças a expor e evitando a monumentalização das mesmas.  Resulta a nossa intervenção numa alteração completa do espaço, sem que no entanto se perca a sua dimensão protogótica, e isto parece-nos ser o mais interessante.