Casa Amarela

Escola de Talentos
Ano: 2015
Local: Miranda do Corvo, Coimbra, Portugal

O ensino da música em Portugal tem nas Filarmónicas um dos seus pilares matriciais. Espalhadas em rede pelo território, tantas vezes em condições muito deficientes, elas têm contribuído para a alfabetização musical de sucessivas gerações.

Assim é um Miranda do Corvo, onde, através do projeto de requalificação da Casa Amarela em Miranda do Corvo, uma casa senhorial no centro da vila, se pretende dotar este espaço de valências e condições técnicas necessárias para acolher a Filarmónica de Miranda do Corvo, actualmente instalada noutro edifício, manifestamente insuficiente.

Consiste esta proposta na reabilitação dos edifícios existentes, atribuindo-lhe uma nova função e requalificando-os na relação volumétrica que estabelecem entre si e com os novos corpos que nascem a Nascente. O primeiro é composto por salas de ensaio organizadas em torno de um claustro. Liga-se quer aos edifícios preexistentes quer à grande sala de ensaios, através de uma galeria que define o seu perímetro a Poente e a Sul. As distintas dimensões das salas permitem que se ajustem às diversas necessidades espaciais dos instrumentistas e dos professores, privilegiando sempre o conforto e a flexibilidade destes espaços.

O espaço de jardim que antes se encontrava encerrado entre muros, através da sua demolição, abrir-se-á para o espaço público, permitindo que algumas das atividades da Filarmónica possam ocorrer no exterior, interagindo com a comunidade onde se insere.